Tokyo Mirage Sessions #FE

A produtora japonesa Atlus traz ao WiiU seu mais novo RPG, carregado de bagagem de seu portfólio e recheado do bom e velho RPG japonês. Um aguardado cross-over entre as séries Persona e Fire Emblem.

A primeira coisa que deve ser dita sobre o jogo é: não é fácil. Principalmente se você quiser iniciar no modo hard. O jogo exigirá, cedo ou tarde, que você faça grind para aumentar o nível dos personagens, caso queira enfrentar os chefes sem sofrer. O segundo boss, Gangrel, por exemplo, tem o péssimo hábito de spammar sua skill mais forte, que acerta toda a party, quando seu HP está abaixo dos 70%. E a cada, ele sempre ataca duas vezes seguidas.

hqdefault
Gangrel entra em cena

 Tirando a dificuldade e o grind, típico dos RPG’s mais clássicos, Tokyo Mirage Sessions #FE é um show de fan services. Show não só no sentido figurado, pois todo o mote do jogo é um grande show! O jogador entra na pele de Itsuki Aoi, um típico estudante colegial, e de sua grande amiga Tsubasa Oribe, cujo sonho é se tornar uma artista famosa, por motivos que são explicados logo no prólogo do game.

tokyo-mirage-sessions-walkthrough
Itsuki Aoi, Tsubasa Oribe encaram um de seus inimigos

O visual colorido dos personagens,as constantes trocas de roupas e a ambientação na cidade de Tokyo dão todo um charme ao jogo, com gráficos de anime e muita personalidade. Porém, nem tudo é fofinho, pois o jogador deverá explorar dungeons, que são chamadas Idolspheres, e é lá que o visual contrasta com o colorido do game. Nesses locais encontram-se as criaturas mais bizarras e aberrações que o time da Atlus traz diretamente inspiradas da série Persona.

screen-4
Tela de combate

Em contraste, durante as batalhas, os jogadores são transportados para um enorme palco, com direito a uma plateia de criaturas animadas em presenciar o combate de perto. O “cast”, ou a party, conta com a ajuda dos Mirages, que são personagens saídos diretamente da série Fire Emblem. Estão presentes Chrom, Caeda entre outros. Os Mirages emprestam suas habilidades e, de alguma forma, seu “look” para que as estrelas do jogo possam brilhar em combate. Todo o sistema de evolução é baseado em Fire Emblem e requer do jogador uma boa estratégia, pois os slots para skills são bastante limitados. Além dos ataques básicos, magias e habilidades, os personagens contam ainda com as Sessions, que são ataques que, quando exploram a fraqueza do inimigo, permitem que outro membro do grupo ataque, caso tenha a habilidade secundária compatível com a utilizada anteriormente; as ad-libs, ataques randômicos que, uma vez aprendidos acabam sendo usados aleatoriamente quando qualquer outra habilidade é utlizada e os especiais, que consomem a sua barra de SP, carregada a cada Session utilizada.

si_wiiu_tokyomiragesessionsfe
Elenco de Tokyo Mirage Sessions

Toda a atmosfera do jogo é feita para transportar o jogador para o mundo do J-Pop: desde as músicas e performances, até o menu, onde você pode ver seu guarda-roupas (wardrobes) e mudar seus equipamentos, até o elenco (cast), onde você pode alterar os membros ativos da party. O lado negativo é que se você não embarca na viagem proposta, fica difícil se divertir. É um jogo de nicho, focado no público mais hardcore por RPG’s, mas que pode acabar afastando esse mesmo público, por focar demasiadamente em elementos de J-Pop e performances artísticas.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s